Como entrar no mercado de trabalho de design gráfico?

Qual a importância de um rótulo de qualidade para o meu produto?
fevereiro 3, 2017
Como estudar o comportamento do consumidor?
fevereiro 7, 2017
Mostrar tudo

Como entrar no mercado de trabalho de design gráfico?

Seu curso de design gráfico chegou ao fim e se você ainda não está no mercado de trabalho, prepare-se então para entrar com tudo!

Mesmo não sendo obrigatório para obtenção de diploma, uma das opções é começar como estagiário, que pode ser iniciado a partir do segundo ano letivo.

Empresas de branding (trabalho de construção e gerenciamento de uma marca), agências de comunicação ou de propaganda são algumas alternativas para estagiar.

A melhor época para procurar estágio é no início do semestre. As principais atividades vão envolver digitação de textos, pesquisa de imagens e informações e referências para os projetos, montagem de layouts online e offline, digitalização de material e elaboração de desenhos, ilustrações e criações simples.

Já os profissionais com graduação concluída em design gráfico normalmente atuam como assistentes ou diretores de arte em agências de propaganda, escritórios de design, emissoras de televisão, jornais, editoras, birôs de produção gráfica, produtoras de vídeo e mídia digital etc.

Além disso, muitos designers gráficos optam por serem profissionais autônomos, seja através da prestação de serviços freelancers ou com a estruturação de seu próprio escritório.

Como entrar pro mercado de trabalho de design gráfico?

É hora de se organizar e ir à luta. Neste post, damos dicas do que você precisa para procurar vagas, manter contatos de trabalho e fazer a diferença entre os demais profissionais.

Como entrar no mercado de trabalho de design gráfico?

Cultura Visual

O estudante ou profissional de design gráfico precisa sempre aprimorar a sua cultura visual.

É importante ter um grande repertório de referências para utilizar na concepção dos seus trabalhos.Aprender com os grandes, estudar os movimentos artísticos de época e contemporâneos, ter cultura geral (artes, música, cinema, entre outros), seja ela regional, popular ou erudita.

O importante é estar absorvendo tudo à sua volta para desenvolver o seu estilo e metodologia de trabalho.

Currículo

Prepare seu currículo: garanta que seu CV reflita os principais pontos de sua história.

Destaque seus talentos e suas competências e demonstre tudo aquilo com o que pode contribuir no futuro. Informe cursos, workshops, certificados e diplomas que tenha conquistado e que sejam relacionados ao design gráfico. Isso também mostra a sua dedicação e esforço.

Portfólio

Faça um portfólio com projetos relevantes que tenha feito no decorrer dos anos de faculdade.

Redes Sociais

Crie um ótimo perfil no LinkedIn e no Facebook. Uma forma conveniente de conseguir um trabalho é ser recomendado, conhecer um amigo, ou amigo de amigo que possa te ajudar.

Para que isso aconteça, você precisa construir e cultivar a sua rede de contatos, seja online ou offline.

Faça com que as pessoas saibam o que você quer e o que pode fazer e esteja sempre pronto para “vender suas ideias”. Professores e outros alunos são uma ótima forma de começar a aumentar a sua rede. Fique de olho nas vagas e inscreva-se.

Sites de emprego

Cadastre-se também em sites de emprego online. Por lá, costumam aparecer vagas bem interessantes, de grande e pequenas empresas.

Cartões

Faça cartões de visitas ou flyers impressos e não perca a chance de entregá-los aos seus contatos em seminários, workshops ou eventos da área.

Comece a trabalhar!

Uma outra forma de ganhar experiência em design gráfico é trabalhar ganhando pouco ou nenhum dinheiro – por mais injusto e pouco motivador que soe, irá te ajudar a abrir uma série de oportunidades: pode ser voluntário, estagiar ou trabalhar por conta para ganhar experiência prática.

O salário de um designer gráfico vai depender muito do currículo do profissional e do porte da empresa em que irá trabalhar.

Normalmente, é um profissional bem remunerado, com salário-base de R$ 2 mil em início de carreira.

Designers experientes e com carreiras consolidadas geralmente ganham muito acima deste valor. Um diretor de arte, por exemplo, pode receber salários acima de R$ 15 mil em agências de propaganda ou empresas especializadas.

Você se formou ou trabalha como designer gráfico? Conte sua experiência pra gente!

 

Fonte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *